Nossa viagem para Vancouver

     Por Ângela as 7:03 PM - sábado, novembro 11, 2006

Já tem um tempo que estou querendo contar nossa viagem para Vancouver, mas não consigo: 1º, porque estava sem inspiração para escrever; 2º, porque estava sem tempo mesmo. Acho que agora vai.

Quando chegamos, partimos direto para North Vancouver. Já instalados, ligamos para um canadense que conhecemos aqui no Rio, há uns 3 anos atrás, o John. Ele estava indo viajar para Toronto naquela noite, mas conseguiu um tempinho para nos mostrar a cidade e dar umas dicas.

Começamos por West Vancouver, local muito bonito onde moram pessoas muito ricas, com cada mansão mais bonita que a outra. Segundo John, eles são um pouco frescos. Certa vez, ele estava com o carro estacionado, conversando com um amigo, quando um policial veio solicitar que ele retirasse do seu veículo o anúncio de "vendo", pois estava "poluindo visualmente" a cidade. Pode uma coisa dessas ? Ele também ficou indignado !

Seguindo nosso tour, fomos em direção a Downtown, passando pelo Stanley Park, principal parque da cidade. É como se fosse a Quinta da Boa Vista deles, só que o local é muito bonito e limpo, circundado por ciclovias e pistas para caminhadas e sem trombadinhas. Lá também tem um piscina térmica, que fica colada no mar, basta comprar o ingresso (não sei se precisa de atestado médico).

Em downtown estão sendo construídos muitos prédios novos e ele nos contou que acabou de comprar um apartamento, de quarto e sala, muito pequeno e muitíssimo caro também (algo em torno de CAD$ 500 M), caro, né ! O interessante é que as pessoas já podem habitar os apartamentos mais baixos, aqueles que ficam prontos antes, mesmo com o prédio ainda em construção. Nunca tinha visto isso, é realmente diferente. Na verdade, eles valorizam muito o dinheiro e como diz o velho ditado "tempo é dinheiro".


Como já passava das 20 hs, todas as lojas estavam fechadas e seguimos em direção a Chinatown. Lá ele nos mostrou o lado negro da cidade, onde haviam muitas pessoas nas calçadas se drogando à luz do dia (dia mesmo, pois fomos na primavera e escurecia lá pelas 22 hs). Ele nos contou que a polícia já tentou por diversas vezes acabar com isso, mas não conseguiu, então eles passaram a distribuir seringas descartáveis para os drogados. Conclusão: nunca andem por Chinatown após as 17 hs.

Como a cidade é pequena, em pouco mais de 2 hs havíamos percorrido os pontos mais interessantes e pego as dicas do John.


No dia seguinte, seguindo nosso caminho, fomos conhecer os pontos turísticos. Fomos a Grouse Mountain, que é um parque e uma pequena estação de esqui que fica praticamente na cidade. Como era primavera, não tinha neve, mas subimos no bondinho (igual ao nosso Pão de Açúcar) e apreciamos a vista lá de cima. Dá para ver toda a cidade, realmente muito bonito. Fomos também no parque, onde as pessoas costumam fazer trilha nesta época do ano. Para vocês verem a organização deles, antes de partir para a trilha você tem que preencher um formulário dando algumas informações e destacar uma parte dele colocando-o numa urna. Quando você volta da trilha coloca a outra parte do formulário na urna. Após uma determinada hora (que não me lembro bem qual é) eles verificam a urna e casam os formulários, se tiver algum formulário sem par, eles acionam a equipe de resgate. Não sei se funciona na prática, mas achei muito organizado. Ah, por este parque tem diversas placas: "Cuidado com os ursos". A recomendação é: não corra, abaixe-se protegendo o pescoço, pois eles pulam na jugular e fique bem quietinho. Você acha que consegue ? Eu não !

No dia seguinte, mesmo sabendo que não teria neve numa estação de esqui, fomos para Whistler. Que lugar maravilhoso, lindo, limpo, arrumado... Quando chegamos lá, para nossa surpresa, o local estava cheio de gente. Na primavera e verão, eles trocam os ski-lifts para carregar bicicletas e transformam as pistas em rampas de mountain bike. Muito legal ! Tem também rafting, pois vimos uma galera andando de long john e remos nas mãos. Já que estávamos lá, resolvemos subir uma das montanhas, BlackComb, mesmo vendo que o topo estava nublado e que não conseguiríamos ver nada lá de cima. Já na bilheteria, ouvi um cara perguntando para a menina qual a temperatura no topo, pois ele estava com um bebê. Para minha surpresa, ela respondeu que estava na casa dos 0º C (traduzindo: zero grau Celcius). Levei o maior susto, pois não estava vestida para este evento (usava calça capri, sapatilha, casaco e minha parka, que esquenta bem). Já havíamos pago, então fomos assim mesmo. Subimos uns 3 teleféricos e já estava congelando. Quando chegamos no 2º teleférico para pegar um ônibus que nos levaria ao 3º teleférico, vimos uma galera descendo de snow. Pasmem, estava nevando lá em cima e eu, totalmente despreparada. Fomos assim mesmo e constatamos: realmente estava nevando no topo da montanha e o frio era de lascar. Saimos, olhamos e descemos. Na descida, dava para ver como as montanhas e as cidades próximas são bonitas. Ah, não posso me esquecer, vimos um urso de verdade de cima do teleférico, mas ele estava bem próximo das casas e hotéis, que ficam ao lado das pistas.

Como era época da Copa do Mundo, fomos assistir o jogo do Brasil contra a Austrália na Commercial Dr, onde tem um restaurante brasileiro. Chegando lá, uma surpresa, a rua estava fechada para um evento dos canadenses e os brasileiros logo fizeram uma batucada, ou seja, um bloco com direito a perseguição de argentino e tudo. Um verdadeiro carnaval.

Outro passeio muito bonito é Vitória. Pega-se uma balsa que leva cerca de 40 min para se chegar na ilha. Na balsa, cabe cada caminhão enorme, são 4 andares só para carros. No deck, tem restaurante, café, gift shop, fliper, nichos para quem quiser trabalhar, com conexão com internet, poltronas e mesinhas, o maior conforto. A vista é maravilhosa, parece um pouco com Angra, mas você não vê um lixo sequer no mar. A cidade é linda, alugamos uma lambreta e demos uma volta em parte da ilha, que visual e quantas mansões. Dizem que muitos artistas de Hollywood têm casa lá. Eu também queria ter uma casa lá.

Bem, acho que é isso, se lembrar de mais alguma coisa eu conto depois em outro post, porque esse já está enorme.

Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home